Os Nossos Amigos

sexta-feira, agosto 22, 2008

Testemunho da Mamã Sandra

Olá o meu nome é Sandra Almeida, tenho 35 anos e sou Mãe de 2 filhotes… a Mónica de 31 meses e o Vasco de 15 meses, um casalinho portanto!
A diferença entre o Vasco e a Mónica é que o Vasco está comigo na Terra e a Mónica está no Céu junto aos outros Anjos… partiu às 37 semanas e meia de Gestação!
Estávamos no dia 25 de Maio de 2005 quando soube que estava grávida depois de mais de 1 ano nos “treinos intensivos” e já quando começava a pensar que estava algo a correr mal com a minha fertilidade. Foi um dia muito emotivo, corria-me mil e uma coisas na cabeça… nem queria acreditar que finalmente ía ser Mãe!
Em Setembro e contra todas as expectativas soube que vinha a caminho uma menina… comecei logo a imaginar os vestidinhos, as mini-saias de ganga, os totós, os ganchinhos e tudo o que podemos chamar de feminino!!
Desatei a comprar imensas coisas, a bordar lençóis, babetes, fraldas, a fazer planos para a minha pequenina.
Juntamente com o marido decidimos que o nome da nossa filha seria Mónica, aquela menina da banda desenhada que bate nos meninos com o coelhinho!
No dia 28 de Dezembro de 2005, dia do 1º CTG, combinei com a minha Obstetra que o parto seria induzido a 11 de Janeiro de 2006, dia do 3º CTG e quando a Mónica faria 38 semanas e meia de gestação. Fiquei contente pois andava ansiosa para a conhecer e já estava cansada dos 30 kg ganhos na gravidez.
No dia 4 de Janeiro de 2006, fui fazer o 2º CTG… lembro-me de comentar com o meu marido de que faltava 1 semana para conhecer-mos a Mónica.
Cheguei à Clínica, deitei-me na marquesa para dar inicio ao CTG… a assistente da Dra colocou o aparelho dum lado e do outro e nada… o coração da Mónica não se fazia ouvir… olhei para o meu marido receosa de estar alguma coisa a correr mal. Veio a Dra, tentou novamente e nada… levantei-me da marquesa e fui para o Ecógrafo… bastou 1 minuto para a médica mandar-me vestir e dirigir-me urgentemente ao Hospital mais próximo… perguntei o que se passava… respondeu-me: “Minha querida, nada me garante que a sua filha tem vida!”
Fiquei sem palavras… não queria acreditar… o que estava acontecer??? “Ainda há 15 minutos atrás eu estava tão feliz e agora estão a dizer-me que a minha filha não tem vida???”
No hospital ouvi o veredicto final… a Mónica morreu 1 semana antes de nascer…
Induziram-me o Parto (nestas situações a cesariana é desaconselhada para a mulher poder engravidar mais rapidamente) e após 38 horas de trabalho de parto, nasceu a Mónica às 8:45 da manhã no dia 6 de Janeiro de 2006, Dia dos Reis… sem vida!
Tinha 2.715 Kg e era morenaça, de olhos rasgados, cabelo escuro muito comprido… muito bonita o meu Anjo!
Dia 11 de Janeiro, dia em que a minha bebé ía nascer, foi enterrada… o berço branco que a aguardava lá em casa foi substituído por um caixão da mesma cor…
Confesso que desde o momento em que ouvi que a minha filhota não tinha vida que deixei de viver… durante meses e meses andei dormente, anestesiada… tudo o que fazia era mecânico!
A autópsia, os exames à placenta e ao cordão umbilical e todos os exames feitos a mim (que foram imensos) estavam bons… não houve motivos para a morte da minha Mónica… diagnóstico: Morte Súbita In Útero.
6 meses depois daquele fadítico dia, soube que estava novamente grávida... foi um misto de sentimentos pois se por um lado era o que eu queria, por outro lado o medo de tudo voltar a acontecer era enorme!
Às 12 semanas de gravidez descobri que o bebé tinha a Translucência da Nuca (TN) aumentada para 2,9mm, logo a possibilidade de ter Trissomias ou problemas do Foro Cardíaco eram enormes!
Chorei 2 dias seguidos, deitada na minha cama e com os estores corridos… não queria falar nem ver ninguém… estava zangada com Deus e com o mundo em geral!
2 semanas depois fiz a Amniocentese… esperei pelo resultado quase 3 semanas… ao todo foram 5 semanas de uma espera horrível!!
Fui compensada pela espera e o resultado deu negativo… o meu menino (sim, um menino) não tinha deficiências mentais. Seguiu-se a Eco Fetal onde também deu um resultado negativo… estava a gerar um bebé saudável!!
No dia 24 de Abril de 2007, às 18:01, dei à luz um rapazola de 3.955 Kg, com 51 cm… lindo…
Naquele momento voltei a chorar… mas agora de alegria intensa… o meu bebé estava ali comigo… vivo!
Hoje eu digo… tenho 2 filhos no coração… um levaram-me para se tornar Anjo num Céu azul… o outro está comigo para eu poder abraçar…
Com a experiência que vivi, liguei-me a uma Associação com o nome de Projecto Artémis, associação que apoia mulheres vítimas de aborto e morte fetal… lá eu posso ajudar muitas mamãs que como eu perderam os seus bebés… tornei-me numa pessoa melhor… conheci pessoas extraordinárias… tudo por “culpa” da minha Mónica.
Tenho muito orgulho nos meus 2 filhos, com eles aprendi muita coisa… com eles cresço todos dias como ser humano… afinal os filhos são a melhor coisa do Mundo!
A vocês que tiveram a paciência para ler tudo isto… NUNCA desistam dos vossos sonhos… pois para lá de um Céu enevoado, há um Sol esplendoroso!!!!



15 comentários:

sol13 disse...

Uma mãe com um M grande e com uma coragem infindável.
Parabéns Sandra por seres assim.

Bjokas

Sandra disse...

Espero que com este meu testemunho, todas as mulheres que por alguma razão veêm o seu sonho de certa forma adiado não desistam...
Para as mamãs que perderam os seus filhotes durante a gestação e que precisem de desabafar ou de apoio psicológico, visitem a Artémis: www.projectoartemis.forumeiros.com.
Obrigada PM pela possibilidade de levar o nome da Mónica um pouco mais além...
Um beijo ENORME da Activestresss (Sandra)
www.activestresss.blogs.sapo.pt

Ana e Kiko disse...

com o teu testemunho todas as mães que estiveram na tua situação vão ganhar força. És uma grande mulher e mãe.
beijinho

Claudia Capela disse...

Já tinha visitado o blog da Sandra, através de um outro blog, precisamente na altura em que a Mónica se tornou numa estrelinha brilhante... Chorei, e não consegui, nem consigo ainda imaginar. Desde aí que regularmente visito o blog, e torci tanto para que o Vasco nascesse bem... E ele é um rapagão lindo. E a Mónica uma verdadeira princesinha dos Céus.
Sandra, Parabéns pela coragem, e pela força de nunca deixares cair a Mónica no esquecimento (lembro-me que puseste uma foto da eco dela na entrada de casa, para mostrar que ela existe, e no Natal acendeste uma vela branca na mesa para ela).
Um beijinho muito grande para voçês os 3.

a mãe dos reguilas disse...

não consigo imaginara dor que se sente a vivber uma situação dessas-
força e um beijinho muito grande pela coragem de dividir a tua historia connosco

Sandra disse...

parabéns pela Força que tens e pela MÃE que és!

um beijo a desejar-te tudo de bom!

Caracoleta disse...

Um beijo grande de admiraçao e amizade em ti!

Gabriela disse...

Estou sem palavras!
Deve ter sido o pior pesadelo da tua vida, Sandra!

Um filho não substitui outro, mas o teu menino veio para te compensar de tamanha dor.
Parabéns, pela força que transmites nas tuas palavras!
Beijocas

Tété £ Xavier © disse...

Conheço bem a tua "história" da nossa Artémis mas nunca é demais dizer como te admiro e te acho uma GRANDE MULHER embora preferisse o contrário que era sinal que nunca tinhamos passado pela perda das nossas meninas...
Tudo de bom!
Tété & Xavier

PM disse...

Eu é que tenho de te agradecer!!!
Obrigada por seres quem es... obrigada pelo teu carinho!!!
Obrigada pela tua partilha, acredito que as tuas palavras, o teu testemunho será importante para muita gente!!!!
Sabes bem que para mim a Monica será sempre uma estrelinha especial, que NUNCA esquecerei!!!
O Vasco... será sempre um "sobrinho" lindo!!!!
Beijocas ENORMES de alguém que admira a grande Mulher que es, a Mãe magnifica que sempre serás para o Vasco e para a Monica!!!
Não mudes NUNCA!!!!

Liliana disse...

Vieram-me as lágrimas aos olhos e dou-te os parabéns...

A Mónica estará lá em cima a olhar pelos pais e pelo irmão e será sempre uma estrelinha a brilhara por vocês...

Parabéns, és uma Mãe maravilhosa...

Mil beijos do fundo do coração..

Cris disse...

Estava eu gravida, quando decidi pesquisar blogs, de mamas gravidas e com bebes para poder apreender com as suas expriencias, qaundo fui dar ao blog da Sandra.
Com ela, apreendi muita coisa principalmente a dar valor, por ter tido uma filha saudavel, a compreender que temos que ajudar e dar todo o nosso apoio, as mulheres que perdem os seus bébes, pois é uma dor que nunca mais acaba e se esquece, chorei muito,com as palavras da Sandra, tb ri, muito com as gracinhas do Vasco, que é um moreno lido e saudavel.
Com isto tudo quero dizer que esta rapariga é uma grande Mulher.
Obrigado Sandra pela tua coragem de contares o teu testemunho e ajudares as maes que passaram pela mesma situacao....
bjs
cris
perdidosemafrica

de dentro pra fora.... disse...

Olá Sandra...
devo confessar que já li, sobre a tua coragem á algum tempo atrás ainda eu não tinha blog, nem sequer pensava em ter, apenas vinha ler.
Lembro-me que li o teu testemunho de amor e de coragem entre lágrimas, tentei deixar um comentário mas não consegui, fiquei com pena...quis o destino que passados alguns meses de ter perdido o rastro do teu blog( pois fiquei sem o link)o viesse reatar aqui..
Agora sim, deixo-te ficar a minha admiração profunda, pela maneira como conseguiste fazer o teu luto e continuar com a vida.
Sei que tiveste uma grande ajuda, não considero um subestituto, porque cada filho é um filho, mas com o nascimento do teu Vasco tudo se deve ter tornado mais fácil, e ainda bem...

Só te posso desejar, que continues com essa força e essa coragem a viver e ajudar outros(que passaram pelo mesmo) a viver...
Tudo de bom para ti e para os teus,
quem sabe num futuro proximo arranjes um compincha para as brincadeiras do teu tesouro :))

Barriguita disse...

Conheci a história da Sandra e da Mónica na minha 1ª gravidez, quando perdi os meus bebés às 10 semanas. A Sandra é para mim um exemplo de coragem, de força. Ajudou-me muito conhecer a história dela e as palavras que na altura trocámos fizeram-me acreditar. Um dia disse-lhe que ainda iamos engravidar na mesma altura... e foi mesmo assim! Fiquei tão feliz com o nascimento do Vasco! E fomos novamente mães com pouco tempo de diferença.
A Sandra é um exemplo... a coragem que revelou, a determinação, tudo o que passou e a alegria que ainda consegue transmitir fazem dela uma Mulher e uma Mãe com um M muito grande.

sandra carvalho disse...

olá sandra,emocionei me mt co teu testemunho!em comum temos o nome e a ilha,felizmente nao sei o que sentiste ao passar por um desgosto destes,mas que es uma mulher de armas la isso és,tenho pena de nao poder aceder ao teu blog gostava de te conhecer melhor!beijinho e felicidades